Sabia que mesmo quem tem pele oleosa pode sofrer com ressecamento? Aprenda como prevenir e tratar o problema

Mesmo pessoas que têm pele oleosa e passam hidratante todos os dias podem sofrer com o ressecamento da pele. Os motivos que podem desencadear o problema variam entre o uso inadequado do sabonete, pouco consumo de água, exposição a um ambiente muito seco, sob vento, ventilador ou ar-condicionado, banhos demorados e com água muito quente e a prática de esportes em piscinas com muito cloro. O ressecamento da pele também surge como efeito colateral de uma série de medicamentos, como estatinas e diuréticos.

A pele ressecada é definida clinicamente por ser áspera, rugosa, descamativa e muitas vezes de aspecto opaco. Além da aparência estética nada agradável, muitas vezes acompanhada de vermelhidão excessiva, a sensação provocada pelo ressacamento da pele é extremamente desconfortável, pois repuxa e pode vir acompanhada de coceira. Geralmente, a secura extrema aparece mais nas áreas mais expostas, como rosto, pernas, braços, joelhos e cotovelos.

Para evitar que o ressecamento aconteça e que sua pele permaneça não apenas bonita, mas saudável, é preciso hidratá-la bem, em qualquer época do ano. Às vezes, é possível optar por hidratantes mais densos e enriquecidos com ureia, conhecidos por hidratar mais.

Quando a pele chega ao extremo de apresentar coceira, o primeiro passo é consultar um dermatologista para avaliar as causas do problema e, em paralelo, mudar alguns hábitos que podem estar contribuindo para agravar o quadro – alterações na rotina incluem cuidados simples como tomar banhos curtos e mornos, usar sabonete hidratante ou glicerinado, apostar em óleos corporais, hidrantes específicos para pele ressecada e até mesmo instalar um umidificador no ambiente, para casos mais graves. O consumo de pelo menos dois litros de água por dia também é imprescindível para auxiliar na correta hidratação do organismo, que interfere diretamente na saúde da pele. Não esqueça que o protetor solar é necessário em qualquer época do ano, e seu uso contínuo não interfere no ressecamento da pele.

Firmeza e proteção com folhas de oliveira

Difícil encontrar quem não tenha ouvido falar dos benefícios dos alimentos e produtos antioxidantes. Os combatentes dos radicais livres promovem uma divisão celular correta e favorecem o envelhecimento lento e saudável. Uma pesquisa da Universidade de Dalian, na China, mostrou que produtos e alimentos que contêm hidroxitirosol, um composto presente na oliveira, por exemplo, têm uma habilidade protetiva significante contra os danos causados pelos raios UVB do sol.

Vários estudos têm demonstrado a capacidade antioxidante superior do hidroxitirosol sobre os antioxidantes da oliva e inclusive sobre as vitaminas C e E. Entre os benefícios estão a renovação celular, uniformização da pele, prevenção da hiperpigmentação pós-inflamatória, diminuição da inflamação, estímulo do colágeno e elastina e proteção da pele contra a radiação UV.

Extratos de oliveira também estimulam a produção de óxido nítrico, que incentiva a renovação celular, promovendo maciez e suavidade a pele. Podem ser encontrados em formas de cápsulas, óleo essencial, ou em folhas, para chás.

Fonte: Revista Donna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s